capa-porque-educadores-devem-ser-aprendedores-eternos

Educadores do futuro são aqueles que se comprometem a nunca parar de estudar! Veja neste artigo a importância de se tornar um aprendedor eterno. *Por Thaís Perez

Quando você se formou? Essa pergunta, apesar de ser comum, carrega uma reflexão interessante… nós realmente nos FORMAMOS? Assim como uma forma de bolo, nós estamos formados e prontos? Essa é a primeira provocação que quero passar: nós não nos formamos, pois estamos constantemente aprendendo. Concorda comigo? Se sim, continue acompanhando.

Sugestão de leitura – Afinal, qual o propósito de educar e de aprender?

Educadores devem ser aprendedores eternos

O diploma que você conquistou na graduação, com certeza, é de extrema importância e relevante para sua carreira, entretanto, não é somente isso. Com as mudanças e melhorias contínuas na tecnologia e na realidade sociocultural, cada vez mais o mercado exige profissionais com habilidades e competências que abrangem todas as demandas e necessidades de um mundo BANI.

O conceito de BANI foi criado pelo antropólogo e futurista americano Jamais Cascio. Esse termo, acrónico do inglês para Frágil, Ansioso, Não Linear e Incompreensível, ganhou muita força durante a pandemia da Covid-19. Jamais Cascio percebeu que o mundo VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo) não funcionava mais para explicar o cenário que enfrentamos. Surge, então, o conceito de BANI, marcando a passagem de volatilidade para agilidade, da incerteza para ansiedade, da complexidade para a não linearidade e da ambiguidade para a incompreensão.

diferença-mundo-vuca-mundo-bani

Dessa forma, além de uma formação superior, o mercado de trabalho neste mundo BANI busca pessoas com características adaptativas destinadas a uma nova dinâmica. Essa necessidade também se aplica aos educadores, ainda mais que, estes profissionais educam outras pessoas, sendo o seu papel não somente passar e construir conhecimentos em conjunto, mas sim de, colaborar para o desenvolvimento e crescimento pessoal e profissional de cada aluno.

Por isso, o educador do futuro é aquele que está constantemente estudando e se aprimorando. Um verdadeiro praticante do conceito Lifelong Learning.

Saiba mais sobre esse conceito – O Lifelong learning já é uma realidade. Você está preparado?

Como se tornar um educador do futuro?

Um dos primeiros passos é adotar o mindset de que o investimento (de tempo e financeiro) em educação é primordial. E aqui estamos falando de educação tanto formal como informal (cursos, treinamentos, capacitações, experiências, diálogos e reflexões etc).

Além disso, é importante procurar por plataformas de conhecimento que se adequem ao novo modo de ensinar e aprender. Ou seja, que utilizem como método o ensino adaptativo, a experiência híbrida, múltiplos recursos didáticos e centralize o aluno no processo de aprendizagem. As plataformas que promovem esse e muitos outros conceitos dessa linha são denominadas como LXP (Learning Experience Platform), são plataformas que encaram o educar de forma inovadora e única.

Quer saber mais sobre plataformas LXP? Leia esse artigo – A Era do LXP está revolucionando a maneira de ensinar e de aprender

Segundo o escritor e futurista norte-americano, Alvin Toffler: O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender. Ou seja, o processo de aprender de forma contínua já está sendo encarado como natural e necessário para as profissões.

Inscrições abertas para treinamento exclusivo para educadores!

LifeLong Teaching: Um curso para quem quer evoluir continuamente a maneira como educa.

Participe do treinamento exclusivo para educadores do Instituto Hubse e decida evoluir a maneira de educar! Inscrições abertas para três turmas (vagas limitadas). Clique aqui para conhecer e realizar sua inscrição.

Artigo Hubse

Seja um parceiro estratégico da Hubse!